A transformação do setor automotivo com a pandemia

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A Covid-19 trouxe diversas mudanças para a vida dos brasileiros, fazendo com que se adaptassem a uma nova realidade dentro e fora de casa. Algumas pessoas tiveram a oportunidade de trabalhar em suas residências e aderir às compras online, porém parte da população não teve escolha e precisou manter sua rotina diária fora de casa e sair para trabalhar. Dentre tantas situações particulares, é notável a mudança de perfil e comportamento em relação à locomoção.

Quer se livrar das dívidas e conquistar a sua liberdade financeira? Aprenda com os especialistas

Os usuários habituais de transporte público passaram a se mostrar mais inseguros pelo risco de contaminação da Covid-19; a geração Z, de 18 a 25 anos, que era mais inclinada ao uso de veículos de aplicativos e menos à posse, passou a considerar a aquisição de um veículo; pessoas que perderam os empregos e viram o trabalho como motorista de aplicativo ou delivery como uma possibilidade de renda sentiram necessidade de possuir um veículo.

Se durante a pandemia houve essa demanda, por que o mercado de automóveis foi um dos mais afetados?

O setor automotivo vinha se recuperando desde 2018. Com a pandemia, a pausa na produção de veículos novos fez com que o mercado ficasse 28,6% abaixo do volume de vendas (nacionais e importados) no acumulado de 2020 em relação ao ano anterior, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Essa pausa levou à redução dos estoques nas concessionárias e foi associada à diminuição de renda ou insegurança dos possíveis compradores, seja pelo desemprego ou pela redução da jornada de trabalho.

Em contrapartida, com os baixos números do mercado de veículos novos, as mudanças de perfil e o comportamento da população impulsionaram fortemente a venda de carros usados. Além disso, como 40% dos veículos usados vendidos são financiados, a redução da taxa de juros aumentou o acesso ao crédito.

Segundo a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), o setor de carros seminovos e usados está em recuperação. Em dezembro, o volume de vendas foi 13,1% maior que o registrado em novembro e 23,6% maior em relação ao mesmo mês de 2019.

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *