17 Pais babões que não param de se orgulhar de seus filhos

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

  • Quando as minhas contrações começaram (estava grávida do meu segundo filho), o meu marido estava no trabalho. Então, naquele momento, o meu filho de dois anos se tornou um verdadeiro adulto e arrumou suas coisas sozinho para ficar na casa da avó. Ele até pressionou as minhas costas em um momento em que sequer conseguia me mover. Fiquei muito orgulhosa! © purplelizzards / reddit

  • Em nossa vizinhança moram alguns garotos bastante traquinas. Eles costumam correr por aí segurando cabos de madeira nas mãos, fazem batalhas entre si e não gostam de cumprimentar as vovozinhas que ficam sentadas na frente de suas casas. Mas se aparecer uma mãe com um filho pequeno, então esses mesmos garotos passam a entreter a criança, para que a mãe possa descansar um pouco. Ou quando aparece um gatinho de rua, eles são os primeiros a procurar um novo lar para ele. Certamente, sob a máscara de traquinas, há grandes corações escondidos. © Палата № 6 / Vk

  • Meu filho tinha 8 anos na época. Ele e seus colegas de classe foram fazer uma excursão nas montanhas, e lá encontraram muitas lesmas. O meu filho é apaixonado por moluscos. Quando ele voltou para casa mais tarde naquele dia, me contou: “Mãe, a lesma era tão linda. Ela rastejou pelo meu braço. Eu queria muito ter guardado ela em uma garrafa e trazido para casa… Mas, então, pensei como seria se um gigante aparecesse do nada e me pegasse, me colocasse em uma garrafa, começasse a me chamar por outro nome e a me dar comida que eu sequer gostasse. Fiquei triste. Aí, eu pensei na lesma e decidi não tirá-la de sua casa”. Sinceramente, meus olhos encheram de lágrimas. Ali entendi que, talvez, eu até não seja a melhor mãe do mundo, mas certamente estou no caminho certo. © Constance Pomuran / facebook

  • FONTE ORIGINAL

    Recomendado Posts

    Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


    Adicionar um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *